X
  • Nenhum produto na lista

,

Outros Protetores de Circuito

Clique no botão acima para solicitar uma cotação estamos prontos para lhe antender.

Fabricantes

Detalhes

Os protetores de circuito, também conhecidos como disjuntores, são dispositivos essenciais em sistemas elétricos para proteger contra sobrecargas e curtos-circuitos. Eles funcionam interrompendo o fluxo de corrente elétrica quando ocorrem condições anormais no circuito, como quando a corrente excede um limite seguro.

Existem vários tipos de protetores de circuito, incluindo:

1. **Disjuntores térmicos**: Estes respondem ao calor gerado pela corrente elétrica excessiva. Quando a corrente excede um certo limite, o calor faz com que um metal se expanda e abra o circuito, interrompendo o fluxo de eletricidade.

2. **Disjuntores magnéticos**: Estes respondem ao fluxo magnético gerado pela corrente elétrica excessiva. Quando a corrente atinge um nível perigoso, o campo magnético resultante atua em uma bobina dentro do disjuntor, fazendo com que um interruptor seja acionado e o circuito seja desconectado.

3. **Disjuntores de corrente residual (DR)**: Também conhecidos como disjuntores diferenciais residuais (DDR) ou interruptores de fuga de terra (IDR), estes são projetados para proteger contra choques elétricos, detectando a diferença entre a corrente que entra e a que sai do circuito. Se houver uma diferença significativa, pode indicar que a corrente está fluindo através de um caminho inseguro (como o corpo humano), e o disjuntor desliga o circuito.

4. **Disjuntores híbridos**: Estes combinam características de disjuntores térmicos e magnéticos para proporcionar uma proteção mais abrangente contra sobrecargas e curtos-circuitos.

Os disjuntores são componentes essenciais em sistemas elétricos residenciais, comerciais e industriais, garantindo a segurança das pessoas e dos equipamentos ao evitar danos causados por correntes elétricas excessivas.

 

Além dos disjuntores, existem outros tipos de protetores de circuito projetados para fornecer diferentes formas de proteção em sistemas elétricos. Aqui estão alguns exemplos:

  1. Fusíveis: Embora não sejam tecnicamente disjuntores, os fusíveis desempenham uma função semelhante. Eles são dispositivos de segurança que contêm um filamento ou fio metálico que derrete quando a corrente elétrica excede um limite seguro. Quando isso acontece, o circuito é interrompido, protegendo contra sobrecargas e curtos-circuitos. Os fusíveis precisam ser substituídos após serem acionados.
  2. Supressores de surtos: Estes dispositivos protegem os equipamentos eletrônicos contra picos repentinos de tensão elétrica, como os causados por raios ou falhas na rede elétrica. Eles trabalham desviando a energia excessiva para o terra, impedindo-a de danificar os dispositivos conectados.
  3. Protetores de sobretensão: Semelhantes aos supressores de surtos, esses dispositivos são instalados em painéis elétricos para proteger sistemas elétricos e eletrônicos contra sobretensões permanentes ou prolongadas, como as causadas por falhas na rede elétrica.
  4. Protetores de linha de dados: Projetados para proteger equipamentos sensíveis, como computadores e dispositivos de rede, contra danos causados por surtos elétricos transmitidos por linhas de comunicação, como linhas telefônicas, cabos de rede e linhas DSL.
  5. Protetores de corrente de pico (PCP): Estes dispositivos protegem equipamentos sensíveis contra correntes de pico, que podem ser geradas por comutação de cargas indutivas, como motores, ou por fenômenos transientes na rede elétrica.

Veja também